Biografia

João Miguel Fonseca

Músico, multi-instrumentista, autor, compositor, intérprete, produtor de inúmeras obras e projectos dos mais variados estilos musicais, passando pela pop, rock, industrial, até à música experimental ou improvisada.

Licenciado em Design Gráfico pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

Cresceu a ouvir Rock Progressivo e Psicadélico por herança de familiares, juntamente com algumas das grandes obras de compositores contemporâneos como Karlheinz Stockhausen ou György Ligeti.

O gosto mais afincado de Miguel Fonseca pela música começou a ganhar forma quando construíu a sua própria guitarra, preparada para longas sessões de improvisação e ruído sonoro, as quais registava em fita magnética em modo de experimentação, misturando com os sons que captava do ambiente industrial que o rodeava, como o sistema de deslocação por esferas do pórtico da Lisnave, os guindastes do estaleiro, ou mesmo os sons sub graves das buzinas dos petroleiros e respectivas decapagens que se prolongavam 24 sobre 24 horas em contínuo sobre a cidade de Almada.

Como músico tem vindo há mais de 30 anos a explorar e aperfeiçoar a técnica de reproduzir os sons híbridos que surgem no estado hipnagógico e registar esses sons numa fonoteca pessoal da qual vai seleccionando alguns registos para trabalhar mais profundamente e canalizando para os seus projectos onde explora a produção musical e respectiva composição em estúdio.

A inspiração surge no estado hipnagógico que se situa no período de adormecimento entre a vigília e o sono e vice versa, onde as idéias e visões bastante nítidas se transformam em muitas das composições que faz.
Seguindo um pouco o exemplo do Surrealismo de Salvador Dali, que dormia com uma tela em branco aos pés da cama para registar imediatamente os seus sonhos ao acordar, Miguel Fonseca usa o que a tecnologia tem permitido ao longo dos anos, como gravadores de fita magnética, guitarras, sintetizadores, gravadores digitais ou actualmente o computador, para registar as suas visões.

Estudou guitarra jazz e técnicas de improvisação com os músicos americanos: Eddie Goltz e David Gausden do Hot Clube Portugal e ainda Tahina Rahary em 1994.

Mais de 100 registos originais editados em Vinyl, CD, DVD e Cassete em Portugal e no estrangeiro por editoras multinacionais e independentes com os projectos musicais: Plastica, Bizarra Locomotiva, Mofo, Thormenthor, Astroflex, Braindead, Boris Ex-Machina e Balla, etc… das quais compôs, produziu, gravou e misturou.

Actuações ao vivo por todo o país e no estrangeiro partilhando palcos e festivais com bandas como: Oasis, Suede, The Smashing Pumpkins, The White Stripes, Marilyn Manson, Blur, Alanis Morrissette, Iron Maiden, Suicidal Tendencies, Machinehead, The Cranberries, James, Sonic Youth, The Cure, Muse, The Young Gods, The Raveonettes, Prodigy, Fear Factory, Tiamat, Paradise Lost, D.A.D., Danko Jones, Cathedral, Anathema, Samael, Canibal Corpse, Megadeth, Sisters of Mercy, Soulfly, Rammstein, Korn, etc…

Participou nos Lab. da Companhia Re.Al.

Variadas propostas com Cláudia Dias, Maria João Garcia, Marco Franco, Nuno Rebelo, Karas, Tiago Guedes, John Romão, Pedro D’Orey, João Fiadeiro, Mark Thompkins, Vera Mantero, Nuno Bizarro, Aldara Bizarro e o maestro Jorge Salgueiro.

Sessões de musica improvisada ao vivo com Marco Franco, Nuno Rebelo, Zé Salgueiro, e com o projecto The Great Mammoth Beast

Criação de Videoplastia para os projectos Astroflex, Plastica, Bizarra Locomotiva, Module, Histo e Music Under Radiofonic Chaos.

Compôs, gravou, produziu as peças musicais para os espectáculos:

26 – “Gargântua Herética 666 (Index Librorum Prohibitorum)” – Sinfonia escrita e produzida para o espectáculo “Ritual Gótico” do Coro Setúbal Voz, concebido e dirigido pelo Maestro Jorge Salgueiro – 2018          (Fotos)

25 – “Correcção” – (onde foi também intérprete) – de Maria João Garcia – (Ninho de Víboras) – 2017          (Fotos)

24 – “A Dança da Morte” – de Jorge Salgueiro – Trecho de “Adoecer” – (O Bando) – 2017           (Fotos)

23 – “Excesso de Luz Cega” – de Inês Jacques – (Negócio/ZDB) – 2017          (Fotos)

22 – “A Estupidez” – de Karas – (Ninho de Víboras) – 2016          (Fotos)

21 – “Son(h)o” – de Paulo Diegues – (Ninho de Víboras) – 2009/2010          (Fotos)

20 – “Skaters” – (onde foi também intérprete) de John Romão – 2008          (Fotos)

19 – “Tudo e Nadas” – de Maria João Garcia – (Ninho de Víboras) – 2007/2012          (Fotos)

18 – “Escamas” – de Karas – (Ninho de Víboras) – 2006          (Fotos)

17 – “One woman show” – de Cláudia Dias – (Ninho de Víboras) – 2003          (Fotos)

16 – “Carne” – de John Romão para o grupo de teatro Murmúrio – 2003          (Fotos)

15 – “Um ano como os outros? Stand by 2.0” – (Ninho de Víboras) – 2002          (Fotos)

14 – “Ägora” – (onde foi também intérprete) – (Ninho de Víboras) – 2002           (Fotos)

13 – “Histo” – de Cláudia Dias – (Ninho de Víboras) – 2001          (Fotos)

12 – “Trânsitos” – (Ninho de Víboras) – 2000          (Fotos)

11 – “Instalação Sonora” – (onde foi também intérprete) – Inauguração do Centro Cultural Juvenil de Sto. Amaro – “Casa Amarela” – Câmara Municipal de Almada – 2000          (Fotos)

10 – “Curta Memória” – (onde foi também intérprete) – (Ninho de Víboras) – 2000

9 – “Material-Medeia” – (Ninho de Víboras) – 2000          (Fotos)

8 – “Juntem-se 2 a 2” – de Cláudia Dias – (Ninho de Víboras) – 1999          (Fotos)

7 – “Ciclo Jam Sessions” – (onde foi também intérprete) – (Ninho de Víboras) – 1999

6 – “Ciclo Jam Sessions” – (Ninho de Víboras) – 1999          (Vídeo)

5 – “Per Ti” – (onde foi também intérprete) – de Cláudia Dias – (Ninho de Víboras) – 1999           (Fotos)

4 – “As Águias não Geram Pombas” – de Cláudia Dias – (Ninho de Víboras) – 1999           (Fotos)

3 – “Labs” – (onde foi também intérprete – Com: Marco Franco) – (Companhia Re.Al) – 1997

2 – “Labs” – “Instalação Sonora” – (onde foi também intérprete) – (Companhia Re.Al) – 1996

1 – “Labs” – (onde foi também intérprete com: João Fiadeiro, Vera Mantero, Mark Thompkins, Aldara Bizarro, Nuno Bizarro, Marco Franco, Nuno Rebelo) – (Companhia Re.Al) – 1995          (Vídeo)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: